Buscar

Por que é importante para um bancário saber lidar com a pressão diária?

Com a grande concorrência no mercado, os avanços tecnológicos e a competitividade entre os bancos, além da necessidade constante de aperfeiçoamento profissional, também veio a pressão por resultados crescente na mesma velocidade.


Nesse cenário, a pressão por resultados pode se tornar um fardo, fazendo com que o ânimo se perca, mesmo gostando tanto daquilo que se faz.


Metas e mais metas, campanhas e mais campanhas, e sua vida profissional vai te sugando para um rumo que nunca imaginou.


É comum desanimarmos em alguns momentos durante a carreira, picos e vales são naturais, o problema é quando esse desânimo se estende por longos períodos.


Por isso, a dica é enfrentar as situações para saber conciliar os momentos bons e ruins, evitando quedas emocionais ou até mesmo problemas físicos.


Afinal, as cobranças são naturais tanto na vida profissional quanto pessoal.


E se você não souber lidar com ela, vai acabar ficando doente, ou ficando para trás no mercado.


Eu quero ajudar você bancário, a evitar esse tsunami de emoções negativas, continue lendo e aprenda a manter o equilíbrio sempre em dia no ambiente profissional!


Confira as dicas


- Organize seu tempo - tudo começa com a organização do seu tempo no banco. O que faz, como divide as tarefas e quanto tempo está deixando para cada uma delas. As vezes a procrastinação faz com que não damos a atenção necessária para as atividades de maior importância, e isso nos frustra por não conseguir finalizar nossas tarefas. Então, organize seu tempo e não deixe a procrastinação te tirar o foco;


- Conviva bem com a diversidade - muitas vezes o convívio no banco te ajuda a desanimar, mas lembre-se: cada um é um universo inteiro. Não adianta querer mudar o outro, você não tem controle sobre o outro. A única coisa que você pode fazer para um melhor convívio é respeitar a diversidade;


- Separe o pessoal do profissional - quem não tem problemas que atire a primeira pedra. É normal ter desafios na vida pessoal, além da profissional. Porém, se chegamos no banco já esgotados psicologicamente, desanimados e tristes, jamais teremos ânimo para alavancar nosso sucesso naquele dia. Os problemas de fora não podem ser mais um peso enquanto você está trabalhando, porque a cobrança já é grande e se você se sobrecarrega, e aquilo que era um problema específico, não é mais um problema, são vários que começam a ser desencadeados, e seu emocional fica abalado, já não performa no banco e assim vai;


- Ao se deparar com um desafio se pergunte: Consigo resolver imediatamente? - Essa é uma ótima pergunta para os “probleminhas” que aparecem diariamente. Estamos focados nas campanhas, preocupados em bater aquela meta que falta tão pouco, mas então aparece um probleminha bem menor, nos deixando preocupados e fazendo com que deixemos as atividades mais importantes para depois. É por isso que você deve se perguntar: Posso resolver isso agora? Qual é a relevância disso em um todo? Vale a pena? Precisa ser agora? Sabendo as respostas você saberá se deve ou não esquentar a cabeça com esse pequeno desafio naquele momento;


- Não se esqueça dos seus sonhos - Ninguém vai cuidar tão bem dele, quanto você. Jamais se esqueça do motivo pelo qual você se levanta todos os dias. Você nasceu para fazer isso e não são as cobranças que irão te derrubar. Você consegue ser o melhor profissional que a sua agência pode ter. Não desanime;


- Se ame - nada disso valerá alguma coisa se você não se valorizar, cuidar de você, não se critique e nem se cobre tanto.


Existem diversos desafios na carreira bancária.


Realmente, não são poucos. Porém, você consegue superar todos eles e ter o destaque que merece na profissão que escolheu.


Não desanime tão facilmente, pois os dias ruins só nos ajudam a enxergar o quão maravilhoso é os dias bons!


Além de ser excelentes dias de crescimento e aprendizado.



Abraços.

Paula Queiroz

0 visualização
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram

© 2018 Bancários de Sucesso

Todos os direitos reservados