Buscar

O que o mercado espera de um bancário do futuro

Você já sentiu medo do futuro da sua profissão? Se você ficar parado, é bom ter medo mesmo.


Não quero falar isso para te assustar, para te trazer desconforto, mas o meu papel aqui é te preparar para as mudanças que estão acontecendo e ser realista com você.


Inclusive já abordei aqui algumas vezes assuntos relacionados ao medo, mas de outras formas, afinal muitas vezes o medo nos paralisa e nos impede de agir.


Mas hoje bancário, convido você olhar de forma profunda a tudo que está acontecendo e diante de uma análise e sem “fechar os olhos”, fazer um diagnóstico e usar o “‘medo” como forma de ter senso de urgência, afinal, o medo nada mais é que um mecanismo de defesa do nosso cérebro que é ativado quando acreditamos que existe um perigo eminente. E para quem não sair da superfície, realmente estará em perigo.


Então embora traga um certo desconforto e insegurança, isso nos torna mais cautelosos, atentos, nos motiva a agir e consequentemente a evoluir.


Pensando dessa forma é bom ser bem realista e se você já sentiu medo do futuro da sua profissão, significa que está atento as mudanças, e quer agir na contra mão disso.O que resulta em buscar segurança de si, da sua competência, e do seu profissionalismo.


O fato é que o mundo está em constante mudança, que aliás acontece cada dia mais rápido, e como outros tipos de profissionais, nós bancários também temos que olhar lá na frente e estar preparados para o que está por vir.


Um dos maiores responsáveis por toda essa mudança, é o avanço tecnológico, a cada dia que passa, mais tecnologia é implantada nos bancos, além dos bancos digitais que estão crescendo quase que exponencialmente.


Sendo assim, a insegurança bate na porta, e a garantia de um emprego fixo e estável só diminui.


Esses dias uma cliente me perguntou se o futuro do bancário está em risco, e isso me chamou bastante atenção.


Muitas pessoas podem sim perder seus empregos, principalmente se continuarem fazendo as mesmas coisas, ficando paradas no tempo ou persistindo em técnicas e conhecimentos ultrapassados.


Bancários acomodados em sua carreira que acham que o futuro está garantido pelo seu histórico de vitórias do passado, precisam ficar atentos, pois poderão ser prejudicados e ficarão para trás quando menos esperar.


A zona de conforto é o que irá tirar esses profissionais do mercado de trabalho. Se o profissional passar seus dias fazendo as mesmas coisas, sem evolução, inovação, ou qualquer coisa que o difere dos demais, ele será impactado negativamente.


De outra, se você estiver à frente, se qualificando, desenvolvendo novas competências, dificilmente você será afetado, e criará uma lacuna em relação as pessoas que estão paradas no tempo.


O que você tem feito para se manter atualizado? Você tem estudado, e procurado saber o que o mercado irá buscar nos bancários do futuro? Você se atualiza sobre as novas tecnologias dos bancos? Procura dominar as técnicas de trabalho? Busca informações relevantes para sua vida profissional? Está sempre pesquisando e se informando do que acontece nas agências de seu banco, ou mesmo de outros bancos?


Para que haja mudanças é preciso ter novas atitudes. Não adianta sentar e ver tudo acontecer. Você precisa assumir o comando da sua carreira.


Por outro lado vejo profissionais com muita rapidez e senso de urgência aproveitarem o momento para se qualificarem e sair na frente.


Quero mais uma vez reforçar que, o profissional que se antecipar e ficar preparado para as habilidades do futuro não será afetado e pode, inclusive, se sobressair perante aos demais.


Portanto, o que pode ser o fim para muitos, está sendo uma grande oportunidade para outros.


Ok Paula, mas por onde devo começar? E de fato, o que o mercado espera de um bancário do futuro?


Segundo o Banco Mundial, um relatório divulgado pela ONU afirma que o profissional do futuro deve desenvolver habilidades e competências atreladas a: Flexibilidade cognitiva; Negociação; Orientação para servir; Julgamento e tomada de decisões; Inteligência emocional; Coordenação com os outros; Gestão de pessoas; Criatividade; Pensamento crítico e resolução de problemas complexos.


Você conseguiu enxergar o porquê não podemos ser substituídos por maquinas?


A maioria das competências do futuro estão interligadas a habilidades intrínsecas aos seres humanos.


Portanto, não deixe o medo te paralisar! Vá buscar aprimoramento, melhorias, conhecimento e se inteirar de tudo em sua profissão. Quanto mais você estuda, mais se alimenta de informações pertinentes e se destaca no mercado de trabalho.



Abraços.

Paula Queiroz

48 visualizações
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram

© 2020 Bancários de Sucesso

Todos os direitos reservados