Buscar

O que é bom para você, pode acabar com suas vendas!



As nossas prioridades nunca são iguais. Cada um tem o seu modo de ver e de viver a vida. O que é bom para mim, pode fazer mal ao outro e vice-versa. Porém, o julgamento costuma se fazer presente em todos os momentos e sempre avaliamos as necessidades do outro sob nosso ponto de vista. Isso é um erro.


Pare e analise: você deixa de vender algo por não acreditar que aquilo serve para você e, consequentemente, não servirá para outra pessoa?


Vamos pegar como exemplo uma ida ao supermercado. Você vai lá para comprar manteiga, pão e leite. Não leva requeijão, pois não gosta, mas esquece que seu irmão é fã de requeijão. Você chega em casa e tem o melhor café da tarde, porém o do seu irmão poderia ser bem melhor, mas faltou o requeijão, que não fazia diferença nenhuma para você.


As pessoas são diferentes e têm necessidades diferentes. E para que compreendamos o outro, devemos nos conectar de verdade com ele, saber seus medos, seus sonhos, anseios e objetivos. Essa conexão é tão importante na vida pessoal, quanto na profissional.


Nas vendas dentro do banco não é diferente. Se você não compreende o seu cliente, não sabe o que ele realmente deseja, você perde oportunidade e, por conseguinte, suas vendas. Às vezes não oferecemos um produto, pois não precisamos dele e achamos que o outro também não. É aí que você perde. Perde a oportunidade de ajudar alguém e a venda em si.


Pare de julgar o outro pelo seu ponto de vista e comece a fazer conexões genuínas com seus clientes!


Lembre-se sempre que ninguém é igual à ninguém e, por isso, devemos estar sempre atentos ao que o outro está pensando, passando e sentindo. Se você quer ter bons resultados em suas vendas, você precisa saber compreender o seu cliente.


Separei 4 dicas para que você tenha uma performance de sucesso em sua abordagem nas próximas vendas:


1 - Escute mais, fale menos - um dos grandes erros dos vendedores é ficar “atropelando” a fala do cliente. Isso é péssimo, você deve ouvir bem mais do que falar.


2 - Faça perguntas relevantes - não fique abrindo a boca só por abrir, pense antes de falar. Pense em perguntas que contribuirão no contexto, na venda em si.


3 - Mantenha o contato visual - se você não olhar verdadeiramente para o outro, você não passará confiança. Quando for vender, lembre-se de não ficar desviando o olhar, muito menos falar olhando para o lado, ou para baixo. Olhe o seu cliente e dê a atenção necessária para aquele momento.


4 - Foque no que importa, equilibrando o emocional - você tem de ser objetivo, até mesmo porque ficar com muita delonga ao oferecer algo pode acabar sendo cansativo. Porém, não se esqueça que o cliente tem emoções, tem necessidades de fala e de compartilhamento de sentimentos. Se você tenta ser muito objetivo e não pausa para entender o que seu cliente está sentindo ali, você perderá a venda. Seja objetivo e emocional da maneira mais equilibrada possível.


Entender que o outro pensa diferente de você é até fácil, o difícil mesmo é mudar seus hábitos. Se sempre não oferecemos algo para o cliente por achar que não tem necessidade, fica desafiador pararmos com isso de uma vez. Então comece agora a quebrar esse padrão de agir e veja como suas vendas melhorarão.


Abraços.

Paula Queiroz

0 visualização
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram

© 2018 Bancários de Sucesso

Todos os direitos reservados