Buscar

Como lidar com pessoas tóxicas no banco sem desanimar

Antes de tudo bancário, não existe ambiente tóxico, não existe banco tóxico. Hoje o assunto pode gerar polêmica.


Já ouvi diversos relatos de bancários que vieram até a mim e disseram que não conseguiriam chegar a lugar algum se continuassem no banco em que trabalhavam, pois o ambiente era tóxico, e que em uma nova oportunidade, colocariam tudo em pratica.


Ok, eu concordo que existem ambientes extremamente complicados, e que podem até adoecer a gente. Mas antes de querer pular de galho em galho um alerta.


O banco é feito de procedimentos e pessoas, e onde quer que você vá, vai existir procedimento e pessoas. O ambiente não é tóxico, quem é tóxico são algumas pessoas que nele trabalham.


Você pode mudar de banco ou ramo mas lá também pode ter uma pessoa tóxica, e funciona como um vírus, aos poucos vai contaminando todo o resto, as vezes pode ser você essa pessoa contaminada, e pode acabar contaminando esse novo ambiente sem perceber.


O fato é que não vai adiantar você querer pular de galho em galho e querer fugir dos problemas quando eles aparecem, é preciso encará-los de frente.


Da mesma forma que uma pessoa tóxica pode contaminar todas as outras, uma pessoa sensata pode ser a cura, e melhorar este ambiente pouco a pouco.


Em meio ao cenário que vivemos atualmente, não dá para querer jogar tudo pro alto, por qualquer motivo ou pelos motivos errados, veja bem, eu não estou falando aqui de situações atípicas, e claro que você pode e deve buscar sempre o que for melhor pra você, mas antes disso avalie se você fez tudo o que era possível.


Beleza Paula, eu entendi, mas por onde eu devo começar?


É por isso que eu escrevi este artigo, para te ajudar a identificar o problema e desintoxicar seu ambiente de trabalho:


1- O que é uma pessoa tóxica?


Certamente bancário, você já conviveu com pessoas tóxicas em algum momento da sua vida sem perceber.


Este é o grande problema, enquanto você não percebe, elas sugam sua energia e te puxam para baixo aos poucos.


Existem diversos perfis de pessoas tóxicas: o invejoso, o desqualificador, o medíocre, o fofoqueiro, o chefe autoritário, o manipulador, o queixoso, entre outros.


O importante é você identificá-los e manter-se o mais distante deles.


2- Como identificá-los?


Saiba que está pessoa traz muita energia ruim junto dela, e arrasta todos a sua volta. Preste atenção nas atitudes dos seus colegas de trabalho, não é difícil identifica-la, a pessoa tóxica provavelmente é aquela que:


- Não respeita seus liderados ou o seu líder;

- Se acha superior aos demais pelo cargo que exerce;

- Para chegar onde quer, puxa o tapete dos colegas sem hesitar;

- É insatisfeita com o chefe, o trabalho, o salário;

- Vive fazendo fofocas e falando mal dos demais;

- Para cada solução apontam vários problemas;

- Muito bem informada das conversas de corredores;

- Reclama literalmente de tudo.


Não é impossível identificar está pessoa não é?


3- Depois de encontrá-la que atitude eu devo tomar?


Bom se você ocupa um cargo superior a está pessoa, chame-a para conversar, acompanhe o seu desempenho, e dê um feedback especificando alguns comportamentos.


Procure conhecê-la melhor, traga ela para perto de você, procure entender os seus motivos, mostre que vocês são um time, que você precisa dela e ela precisa de você.


Se comprometa em fazer dela uma pessoa melhor e contente no ambiente de trabalho. Isso é muito mais produtivo para todos, mostre o que ela ganhará com isso.


Consequentemente ela mudará de postura, entregará mais resultados, e as pessoas a sua volta também.


Agora se você ocupa um cargo inferior a ela. Evite o contato desnecessário e não se deixe abater.


A partir do momento em que você sabe quem é esta pessoa é muito mais fácil de controlar suas emoções e atitudes perante ela.


Se você sabe que o problema está nela e não em você fica tudo mais fácil, descarte todo o sentimento de culpa ou de injustiça, continue dando o seu melhor, lembre-se, o problema não está em você.


4- Se policie para não ser intoxicado.


Por fim, tome cuidado para não ser tornar uma pessoa tóxica, por isso, é preciso estar sempre atento ao seu comportamento perante aos desafios diários.


Às vezes desempenhamos este papel sem mesmo perceber. Se blinde, fuja de assuntos tóxicos, não dê ouvidos a fofocas e evite reclamações.


Conviver com pessoas tóxicas pode ser terrível, e com certeza não é uma tarefa fácil. Por isso é importante ter domínio próprio, para evitar que essas pessoas interfiram em seu rendimento e na sua motivação dentro do banco.


Bancário, cuide do seu emprego, cuide do seu ambiente, seja uma pessoa que contagia e não que contamina. Seja uma pessoa que todos querem ter por perto.


Abraços.

Paula Queiroz

561 visualizações
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram

© 2020 Bancários de Sucesso

Todos os direitos reservados